Hoje estarei compartilhando com vocês um plano B em casos que a interface gráfica do Windows não conseguir nos auxiliar na exclusão de partições em discos ou Pendrives.
Vale lembrar que este processo deve ser realizado com cuidado, pois uma vez executado o comando errado seus dados irão para o espaço, ou seja, excluídos.
Vamos lá…

  1. Com o Disco ou Pendrive no computador conectado, abra o Prompt de Comando (Iniciar – Executar – CMD + Enter).
  2. Digite:

    diskpart
  3. No prompt DISKPART, digite:

    list disk

    Anote o número do disco em que você deseja excluir a partição.
  4. No prompt DISKPART, digite:

    select disk n (existe um espaço entre a palavra disk e o numero do mesmo)

    Selecione o disco n do qual você deseja excluir a partição.
  5. No prompt DISKPART, digite:

    list partition

    Anote o número da partição que você deseja excluir.
  6. No prompt DISKPART, digite: 

    select partition (existe um espaço entre a palavra partition e o numero do mesmo)

    Selecione a partição n que você deseja excluir.
  7. No prompt DISKPART, digite:

    delete partition

Apos os passos acima você pode utilizar o gerenciador de discos do seu windows e criar novas partições.

Neste tutorial, abordaremos a instalação do PHP Composer no Cpanel. O Composer é uma ferramenta de gerenciamento de dependência do PHP. Ele permite que você declare as bibliotecas das quais seu projeto depende e as gerenciará (instalará / atualizará) para você.

Continue reading

Se você vai utilizar PDO para conversar com o banco de dados em sua aplicação PHP aqui vai um jeito fácil e bem rápido de ver se o mesmo esta com os drivers habilitados.

Continue reading

Montando uma VPN com o OpenVPN

neste artigo vamos montar uma VPN (Virtual Private Netwrok) utilizando o software OpenVPN, que auxilia a facilita a manutenção da rede e está disponível para vários sistemas operacionais.

Continue reading

Exclua o histórico dos comandos que você digitou no terminal

Digitar comandos no terminal é algo muito natural para qualquer usuário médio do Linux, não que não se possa fazer as coisas graficamente, mas nada supera a velocidade do terminal para realizar algumas tarefas.
Com o passar do tempo o terminal começa a sugerir comandos baseados no que você digitou, mas quando isso não está funcionando mais direito, por algum motivo ou você simplesmente quer deixar tudo “Clean” você pode limpar o histórico do terminal.

history -c

ou

echo “” > ~/.bash_history

Diferente de outras distribuições, no Ubuntu não basta editar o arquivo /etc/resolv.conf para configurar seu DNS.
Inclusive, há um aviso sobre isso no próprio arquivo:

DO NOT EDIT THIS FILE BY HAND — YOUR CHANGES WILL BE OVERWRITTEN

Continue reading

segue dica pra configurar uma placa de rede no Ubuntu.

1. Descubra o modelo de sua placa de rede, digite:

# lspci

O resultado de ser algo como:

Ethernet controller: VIA Technologies, Inc. VT6105 [Rhine-III] (rev8b)

2. Agora veja em que eth o seu sistema identificou a placa, se for uma única placa de rede provavelmente eth0. Use o comando:

# cat /var/log/messages | egrep “eth”

O resultado dever ser:

Oct 20 11:18:55 fw2 kernel: eth0: VIA VT6105 Rhine-III at 0xec00, 00:xx:xx:xx:xx:xx, IRQ 5.

3. Beleza, sabendo que sua placa é uma VIA Rhine, carregue o módulo referente.

# vim /etc/modules

Coloque o seguinte:

alias eth0 via-rhine.ko

4. Vamos editar o arquivo que é verificado quando o serviço de rede é iniciado:

# vim /etc/network/interfaces

Coloque a seguinte linha neste arquivo para ip dinâmico:

auto eth0
iface eth0 inet dhcp

ou o seguinte linhas para ip fixo:

auto eth0
iface eth0 inet static
address 192.168.0.1
network 192.168.254.254
broadcast 192.168.0.255
gateway 192.168.0.254

5. Para iniciar o serviço de rede execute o comando:

# invoke-rc.d network start

É só testar agora:

# ping 192.168.254.35
PING 192.168.254.35 (192.168.254.35) 56(84) bytes of data.
64 bytes from 192.168.254.35: icmp_seq=0 ttl=64 time=0.262 ms
64 bytes from 192.168.254.35: icmp_seq=1 ttl=64 time=0.102 ms
64 bytes from 192.168.254.35: icmp_seq=2 ttl=64 time=0.155 ms

6. Para confirmar se sua interface está ativa digite:

# ifconfig

Se estive ok deve mostrar:

eth0  Encapsulamento do Link: Ethernet  Endereço de HW 00:xx:xx:xx:xx:xx
      inet end.: 192.168.0.1  Bcast:192.168.0.255  Masc:255.255.255.0
      UP BROADCASTRUNNING MULTICAST  MTU:1500  Métrica:1
      pacotes RX:13951137 erros:0 descart.:0 sobrepos.:0 quadro:0
      pacotes TX:9849100 erros:0 descart.:0 sobrepos.:0 portadora:0
      colisões:0 txqueuelen:1000
      RX bytes:4069140904 (1.6 Mb)  TX bytes:1802073588 (8.5 Mb)
      IRQ:10 Endereço de E/S:0xde00

7. Não esqueça de colocar o serviço para ser iniciado toda vez que ligar a máquina. Use o comando:

# update-rc.d -f network defaults

Pronto, com todas as outras placas é o mesmo procedimento.